Desabafos Mulher Vida de mãe

Se não fossem os papais, não teríamos mais amores em nossas vidas!

15 de setembro de 2014

Hoje quero falar sobre a minha família! Nada perfeita, mas minha linda família! Na verdade o assunto não seria esse, mas diante de um post visto nessas minhas andanças, em busca de conhecimentos e aprendizado sobre o tema maternidade, não tive coragem de seguir em frente, sem deixar registrado aqui o meu depoimento! Assim, vamos ao post: “UMA MULHER NÃO ENCONTRA O GRANDE AMOR DA SUA VIDA QUANDO CONHECE UM HOMEM. MAS SIM, QUANDO SE TORNA MÃE!” Nossa! No mínimo, forte! Vocês concordam com isso? Eu não fiz comentário algum na publicação, mas não deixei de pensar nisso durante todo o dia. Eu, sinceramente, não concordo!

Nós, mulheres, temos espaço o suficiente em nossos corações para amarmos nossos filhos e também os nossos maridos! Não acham? São amores diferentes sim, claro, mas eu não acho que aqui cabe qualquer tipo de comparação… Amo a minha filha, de forma muito intensa e até dolorosa (rsrs, loucura), mas mesmo depois de ter me tornado mãe, não acredito que o meu marido não seja mais um grande amor! Hoje são dois amores, dois grandes amores… O nascimento de um segundo amor não tirou de maneira alguma a importância e o grande significado do primeiro amor na minha vida! E não pensem que sempre é muito bom, que sempre nos entendemos e que sempre estamos felizes! Claro que não… Temos os nossos desencontros, que nos magoam e nos ferem! E quem disse que amar não é passar por cima de tudo isso? Quem disse que amar não é buscar cada vez mais o entendimento e a compreensão entre nós? Eu sempre disse que devemos lutar com unhas e dentes (bem afiados) pela nossa família! Sempre ouvi dizer que ela é o nosso bem maior! Devemos preservá-la…  E assim busco fazer! Talvez seja por ter crescido com esses princípios, uma frase assim tenha me chamado tanto a atenção! Enfim… falei!

E vocês, não querem deixar sua opinião?

Beijinhos,

Tati Carvalho

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply